Atual & Virtual

Ciências Humanas, softwares, metodologia científica, literatura
────────────────────────────────
Página pessoal do professor Renato Gimenes.

Sejam bem-vindos

Atual & Virtual é produto de algumas paixões: a história enquanto conjunto de processos e como um saber; a história das ferramentas de escrita e dos softwares que ajudam a organização do trabalho dos escritores, filósofos e cientistas sociais; a literatura, sua história e suas relações com a memória, com a cultura e com o patrimônio cultural; e a ficção científica, suas utopias e distopias.

Este é um espaço dedicado a produção de textos sobre experiências de atividade docente, resenhas e tutoriais de softwares para o uso de profissionais de ciências humanas, vídeos, artigos sobre a importância da metodologia científica e textos sobre literatura, ficção científica, modernidade e historiografia.

Atualizações

Atualizações de 23 de agosto de 2020

Postagens recentes







Seções

Consideramos até o momento o caso em que um atual rodeia-se de outras virtualidades cada vez mais extensas, cada vez mais longínquas e diversas: uma partícula cria efêmeros, uma percepção evoca lembranças. (...) Com efeito, como mostrava Bergson, a lembrança não é uma imagem atual que se formaria após o objeto percebido, mas a imagem virtual que coexiste com a percepção atual do objeto. A lembrança é a imagem virtual contemporânea ao objeto atual, seu duplo, sua “imagem no espelho”. (...) O atual e o virtual coexistem, e entram num estreito circuito que nos reconduz constantemente de um a outro.
Objeto atual e imagem virtual, objeto tornado virtual e imagem tornada atual: são essas as figuras que já aparecem na óptica elementar. Mas, em todos os casos, a distinção entre o virtual e o atual corresponde à cisão mais fundamental do Tempo, quando ele avança diferenciando-se segundo duas grandes vias: fazer passar o presente e conservar o passado.
Gilles Deleuze, O Atual e o Virtual. In. ALLIEZ, Eric. Deleuze: filosofia virtual. Trad. de Heloisa B. S. Rocha. Rio de Janeiro: Editora 34, 1996, p. 53-54.